Capa

Queda da taxa básica de juros deve ajudar cenário dos financiamentos imobiliários

Conselho de Política Monetária reduziu a taxa Selic para 8,25% ao ano.

Por Daniel Costa
08/09/2017 13:54

O Conselho de Política Monetária (Copom) se reuniu esta semana e confirmou as expectativas do mercado de que a taxa básica de juros, a Selic, iria sofrer um novo corte de 1 ponto percentual. Agora a Selic está em 8,25%. 

A redução reforça o lado positivo da balança na decisão pela compra do imóvel. Além de crédito mais barato, outro cenário se desenha para os bancos que pode ajudar, aos poucos, os compradores.

O volume de crédito cresceu 10,9% em julho na comparaçãp com o mesmo período do ano passado, equivalente a um total de R$ 4,24 bilhões no acumulado do ano. O valor é ainda inferior aos anos de alta, a exemplo de 2014, quando o montante chegou a R$ 112,9 bilhóes referente ao mesmo período.

Esses valores são resultado de outro indicador relevante: os depósitos na poupança superando os saques. Esse dado é determinante para o setor porque o Conselho Monetário Nacional (CMN) determina que, de todo o valor de depósitos em poupança obtidos pelos bancos, 65% deve ser destinado ao crédito imobiliário. Na composição deste percentual, 20% vão para operações de mercado e 80% para o Sistema Financeiro de Habitação (SFH), que financia imóveis de até R$ 1,5 milhão em todo País (este teto foi estabelecido temporariamente e deve valer até 31 de dezembro deste ano).

 

Privados e Públicos

Estamos começando a ver uma certa disputa entre os bancos privados para oferecerem menores taxas e a tendêcia é que as condições de crédito melhorem na medida em que as captações aumentem. A situação, no entento, não é a mesma entre os bancos públicos, principalmente a Caixa Econômica Federal (CEF), maior operadora de financiamento imobiliário no País. Esses sofreram muitos abalos, como o FGTS - pelos saques das contas inativas e pela perda de captação gerada pelo desemprego - e outros usos que não focaram o mercado de imóveis.

Da parte do consumifor resta, então, não se contentar às taxas de balcão e usar a disputa dos bancos privados ao seu favor para barganhar as melhores condições.

Mais Lidos
Mercado Imobiliário 27/04/2018
Conheça o Financiamento Terreno + Construção da Caixa !
Casa 23/08/2017
Cozinha pequena: 6 dicas para otimizar o espaço disponível
Mercado Imobiliário 25/08/2017
Financiamento da casa própria: Passo a passo para você realizar seu sonho
Mercado Imobiliário 30/11/2017
Caixa abre negociação para quem está com as parcelas de financiamento em atraso
Família 10/08/2017
Presentes Baratos para o Dia dos Pais
Casa 07/10/2017
Dicas para evitar acidentes com as crianças em casa
Mais Recentes
Artigos Relacionados